"Como as crianças podem aprender tantas coisas?" era a questão que intrigava o psicólogo suíço Jean Piaget, um dos pilares da teoria Construtivista, que surgiu ainda no século XX.

Naquela época, e ainda hoje, era comum que as pessoas pensassem de duas formas diferentes: Ou o conhecimento vinha de fora, então, dos adultos, que transmitiam o que sabiam para as crianças, ou o conhecimento vinha de dentro e se manifestava de acordo com o desenvolvimento da pessoa.

Piaget revolucionou a forma que entendemos o conhecimento, propondo que aprendemos coisas novas em uma mistura dessas duas formas: o que vem de fora e o que está dentro de nós.

Por isso se diz que no construtivismo a criança é protagonista do seu aprendizado.

CONSTRUTIVISMO

Mas esses mecanismos internos não fazem todo o trabalho sozinho. Para aprender a criança precisa ser estimulada pelo seu ambiente, sejam os professores, os pais, os colegas de sala de aula, ou ainda a natureza ao redor deles.

É a partir desses estímulos, ou desafios, que as crianças vão descobrindo mais e mais coisas.

E a relação com os colegas têm um papel ainda mais importante, pois além de apresentarem novas oportunidades de aprendizado, eles podem fornecer as ferramentas para que um ajude o outro na resolução dos problemas.

SOCIABILIDADE

"Mas o que significa ser protagonista no aprendizado?", talvez você queira saber.

Imagine uma criança bem pequena, que está vendo uma almofada pela primeira vez. Ela vai mexer, sentir a textura, talvez apertar, deitar em cima e...  pronto! Sem a ajuda de ninguém, ela descobriu que as almofadas são macias, mas que, diferentes de um brigadeiro, que também é bem macio, a almofada é boa para dormir, mas não é boa para comer.

De acordo com o Construtivismo, é assim que as crianças aprendem.

Pode parecer fácil olhando de fora, mas dentro da cabecinha delas aconteceram dois processos importantes: O primeiro foi o entender quais eram as características daquele objeto e o segundo de colocar essa informação dentro da caixinha certa: "coisas macias em que eu posso deitar".

APRENDIZADO

E o construtivismo não é apenas uma forma de ensinar as crianças. Ele é uma forma de desenvolver a capacidade que elas têm de enfrentar desafios gradualmente mais complexos durante toda a vida.

Se as respostas são entregues prontas, por exemplo, se alguém diz para a criança que as almofadas são feitas para deitar e ponto final, paramos de exercitar a sua curiosidade e sua capacidade de aprender por conta própria.

Sem exercício, essas habilidades vão perdendo força e quando a criança se deparar com desafios mais complexos, desafios que encontramos no dia-a-dia da vida em sociedade, ela pode ter dificuldade para superá-los.

DESENVOLVIMENTO

Fale conosco, ou venha nos visitar. Estamos à disposição para responder quaisquer dúvidas que você, ou seus filhos possam ter.

(65) 2129-4603

contato@escolaceudebrigadeiro.com.br

Rua Pedro Biancardini (antiga Rua Caracas), nº 84

Jardim das Américas - Cuiabá

CEP 78060-597